Notícias

Desenvolvimento Industrial

Sindicatos da Zona da Mata firmam parceria com o Programa FIEMG Competitiva

Iniciativa é voltada para aumentar a competitividade das indústrias por meio de projetos coletivos

Por Graciele Vianna

06/02/2019 10:44:28

 Atualizado em - 06/02/2019 12:10:13

Sindicatos da Zona da Mata firmam parceria com o Programa FIEMG Competitiva

Uma equipe técnica da Gerência de Projetos para a Indústria (GPI) da FIEMG/IEL esteve nas cidades de Juiz de Fora, São João Nepomuceno e Cataguases entre os dias 30/01 a 01/02 para a realização de reuniões de sensibilização com presidentes e coordenadores dos Sindicatos da Zona da Mata. O objetivo dos encontros foi a apresentação do Programa FIEMG Competitiva (antigo PCIR - Programa de Competitividade Industrial Regional) e seu Regulamento de Participação, além da assinatura do Termo de Parceria, para os que tivessem interesse. 

As reuniões foram promovidas com o Sindicato da Indústria da Construção Civil de Juiz de Fora (SINDUSCON-JF); Sindicato das Indústrias de Energia Elétrica e Empresas Prestadoras de Serviço Privado no Setor de Energia Elétrica (SIEEL); Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem de Juiz de Fora (SINFITECE); Sindicato das Indústrias de Meias de Juiz de Fora (SINDIMEIAS-JF); Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Juiz de Fora (SINDIMETAL-JF); Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Móveis e Rochas de Juiz de Fora (SIM-JF); Sindicato das Indústrias do Vestuário de Juiz de Fora (SINDIVEST-JF); Sindicato das Indústrias do Vestuário de São João Nepomuceno (SINDIVEST-SJN) e Sindicato das Indústrias da Panificação e Confeitaria de Juiz de Fora (SINDIPAN-JF). A reunião com o Sindicato das Indústrias de Alimentação de Juiz de Fora (SIA-JF) aconteceu em Belo Horizonte, no dia 25/01. 

A equipe da Gerência de Projetos para a Indústria que participou dos encontros foi formada pelo gerente Cristiano Lamego; pelo coordenador Thadeu Chaves; e pela analista de projetos Alice Machado. Segundo eles, o PCIR evoluiu e agora se chama FIEMG Competitiva. Um programa mais abrangente, mais inovador, voltado para aumentar a competitividade das indústrias. É a soma da força da indústria e da representação sindical, potencializadas com atuação coletiva. “O objetivo do FIEMG Competitiva é aumentar a competitividade das Indústrias associadas por meio de projetos coletivos em parceria com os Sindicatos Patronais filiados à FIEMG”, afirma Alice Machado. 

Durante as reuniões, foram apresentadas aos representantes dos Sindicatos todas as etapas do Programa, regras de participação e responsabilidades. A assinatura do Termo de Parceria formaliza o interesse do Sindicato em ser contemplado pelo FIEMG Competitiva. Em seguida, a equipe da GPI, juntamente com os Sindicatos, elaboram o planejamento de ações de desenvolvimento para 2019. Até o momento, nove Sindicatos da Zona da Mata assinaram o documento. 

Para o presidente da FIEMG Regional Zona da Mata e do SINDUSCON-JF, Aurélio Marangon Sobrinho, trata-se de uma grande oportunidade de desenvolvimento para a indústria. “São muitos os benefícios em prol da competitividade dos setores envolvidos, com o planejamento específico de ações voltadas para o crescimento da cadeia produtiva”, destaca. Já o vice-presidente do Sistema FIEMG e presidente do SINDIMEIAS-JF e do Centro Industrial de Juiz de Fora, Tadeu Monteiro, ressalta que o Programa é de extrema importância e abrangência. “Além de propor projetos e consultorias com foco na melhoria da gestão e ganhos de produtividade das indústrias, ele valoriza o papel do Sindicato Patronal, incentivando o associativismo e a sinergia entre empresas, empresários, técnicos e lideranças empresariais”, afirma. 

Programa FIEMG Competitiva 

O FIEMG Competitiva possui benefícios tanto para os Sindicatos quanto para as indústrias, tais como:

  • Aumento de associados e geração de receita;
  • Subsídio financeiro de até 90% do custo das ações;
  • Transversalidade: abrangência de todos os conhecimentos e serviços relacionados ao tema;
  • Customização de acordo com as demandas específicas do setor industrial e do grupo de indústrias participantes;
  • Encadeamento produtivo: identificação de oportunidades de negócios com indústrias do mesmo setor ou de outros segmentos;
  • Interação: aprendizado e troca de experiências com outros Sindicatos e indústrias.
Galeria