Notícias

Sindicatos

Mais negócios para os sindicatos empresariais

24 ª edição do Minas Trend consolida parceria das entidades com a moda mineira

Por Talita Boutros

12/04/2019 12:12:16

 Atualizado em - 12/04/2019 12:13:44

Mais negócios para os sindicatos empresariais

/ Foto: Sebastião Jacinto Júnior

A 24ª edição do Minas Trend, evento realizado pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), no Expominas, em Belo Horizonte, que termina nesta sexta-feira, dia 12/04, contou com 187 marcas expositoras que são referência nacional nos segmentos de vestuário, bolsas, calçados, joias, bijuterias e acessórios. 

Os setores participantes do maior salão de negócios de moda da América Latina terminam o evento de forma otimista. As empresas expositoras são representadas, ao todo, por oito sindicatos empresariais, que também marcaram presença na feira. São eles: 

- Sindicato das Indústrias do Vestuário de Uberlândia - SINDIVESTU;

- Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Bolsas e Cintos de Minas Gerais - SINDIBOLSAS;

- Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem no Estado de Minas Gerais - SIFTMG;

- Sindicato das Indústrias de Calçados no Estado de Minas Gerais – SINDICALÇADOS;

- Sindicato das Indústrias do Vestuário no Estado de Minas Gerais – SINDVEST;

- Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Calçados de Nova Serrana – SINDINOVA;

- Sindicato das Indústrias Têxteis de Malhas no Estado de Minas Gerais – SINDIMALHAS

- Sindicato das Indústrias de Joalheria, Ourivesaria, Lapidações e Obras de Pedras Preciosas, Relojoarias, Folheados de Metais Preciosos e Bijuterias no Estado de Minas Gerais – SINDIJOIAS AJOMIG. 

O SINDICALÇADOS participa desde a primeira edição do Minas Trend. De acordo com Jânio Gomes Lemos, presidente do sindicato, a feira é determinante para o sucesso nos negócios de muitos expositores, que entraram por meio dos sindicatos e hoje se tornaram “gigantes”. “O Minas Trend vem se tornando, ao longo dessas 24ª edições, referência no Brasil”, diz. 

Para Alessiane Batoni, presidente do SINDIVESTU, o evento está cada vez mais bonito e mais organizado. “Esta edição do Minas Trend está melhor do que as anteriores. Os associados do sindicato estavam bem otimistas, com expectativas de bater a meta nos negócios”, afirma. 

Segundo Celso Luiz Afonso da Silva, presidente do SINDIBOLSAS, o setor de calçados e bolsas está muito satisfeito e os resultados foram, inclusive, surpreendentes devido à situação política e econômica que o país enfrenta. “A impressão que tivemos é que o mercado está se desconectando desse clima de crise. As compras estão mais conscientes, os pedidos menores, mas mais acertados. Isso gera mais eficiência para o segmento”, confirma. 

Manoel Bernardes, presidente do SINDIJOIAS AJOMIG, também reflete sobre a situação econômica no país. “Todo crescimento é moderado. A economia não vai dar grandes pulos. É um trabalho de base e de persistência. As empresas que têm trabalhado cotidianamente na manutenção dos seus estilos estão tendo sucesso”, ressalta. Mesmo com essa indefinição no quadro econômico, o empresário afirma que essa edição foi positiva. “As empresas investiram muito no estilo, na mercadoria e na apresentação dos produtos. Isso, certamente, aumenta a vontade do comprador em investir nas peças”. 

Pela primeira vez no maior salão de negócios de moda do país, Minas Trend, o SINDUSFARQ (Sindicato das Indústrias de Produtos Farmacêuticos e Químicos Para Fins Industriais no Estado de Minas Gerais) apresenta seus produtos ao público. 

O setor têxtil também está presente no evento, com oito estandes nesta edição. De acordo com Flávio Roscoe, presidente da FIEMG e empresário do setor, a presença do segmento é o começo de uma ampliação do Minas Trend para diferentes atividades industriais. Para o líder industrial, a presença de vários sindicatos, tanto do interior quanto da Região Metropolitana de Belo Horizonte, é essencial para o sucesso do evento.

Galeria