Notícias

Meio ambiente

FIEMG Jovem discute desburocratização de licenciamento ambiental

Encontro contou com a presença secretário de Meio Ambiente de Minas Gerais

Por Guilherme Pedrosa

11/10/2018 11:14:16

 Atualizado em - 11/10/2018 11:14:16

FIEMG Jovem discute desburocratização de licenciamento ambiental

O desenvolvimento sustentável por meio da desburocratização do licenciamento ambiental foi debatido pelo setor produtivo mineiro em encontro na FIEMG, nesta segunda-feira, 30/07. Liderada pelo presidente do grupo, Antônio Claret, a FIEMG Jovem recebeu na sede da Federação, o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad), Germano Vieira, que falou sobre os avanços e os desafios sobre o tema no estado.

Segundo Vieira, o licenciamento sempre foi um calcanhar de aquiles para o Estado e para o empresariado. Entretanto, ele afirmou que está sendo realizado pela Semad um trabalho de mudança de paradigma sobre o assunto. “Não pautamos nosso trabalho baseado no licenciamento, pois não quero ser taxado como um secretário para apenas esta função. Há, por nossa parte, o entendimento de que é necessário pensar o meio ambiente como um ativo capaz de gerar riqueza e desenvolvimento de uma forma saudável,” ressaltou.

O representante do Estado demonstrou algumas ações que estão sendo feitas para melhorar a competitividade de Minas Gerais no quesito ambiental, além de facilitar o licenciamento. Umas ações é a Plataforma de Infraestrutura de Dados Espaciais (IDE-Sisema),  ferramenta formada por um sistema de informações geográficas – qualquer cidadão poderá acessar, via internet, as características espaciais do território onde pretende implantar um novo empreendimento.

Segundo o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a plataforma representa um grande avanço para o processo de licenciamento ambiental . “Trata-se da mais moderna ferramenta que pudemos conceber para, de um lado, apoiar a análise do servidor e, de outro, possibilitar o planejamento dos empreendimentos, antes de início de qualquer processo em uma análise territorial estratégica”, pontuou. Ele ainda completa, “além disso, é uma ferramenta de política pública que auxilia na gestão e planejamento de quem quer investir em Minas Gerais”.

O gerente de Meio Ambiente da FIEMG, Wagner Soares, pontuou que o licenciamento é apenas a ‘ponta do iceberg’ para as empresas. “Não adianta que as indústrias se preocupem com o licenciamento sem antes se preocupar com questões como compliance ambiental e gestão de riscos. É necessário todo um trabalho conjunto e bem feito nesse sentido”.

Já o presidente da FIEMG Jovem, Antônio Claret, ressaltou o compromisso da entidade de relacionamento com variados setores da sociedade. “O encontro com o secretário  é muito importante para o setor produtivo, uma vez que põe em discussão temas importantes para o setor e que são muito caros para a juventude, como o desenvolvimento sustentável e desburorocratizado,” finalizou.